Acompanhe as atividades do 3º SIALAT

Às 18h30, terão início as sessões de Lançamento de Livros e Revistas.

Confira os acessos para as salas de lançamento de livros no Zoom em bit.ly/37TwtSi

A partir das 18h30 haverá transmissão no Youtube do lançamento do Dossiê Desastres e Crimes da Mineração em Barcarena, Mariana e Brumadinho. Para assistir as atividades com transmissão pelo Youtube, Acesse o canal do Gettam no Youtube.

cartaz dossie

Confira como funcionará o acesso às atividades pela plataforma Zoom

As atividades do 3º SIALAT ocorrerão em salas virtuais dentro da plataforma Zoom. Para entrar nas salas, você deverá acessar o link que será disponibilizado nesta página e que te direcionará a um arquivo com todos os demais links das salas correspondentes a cada uma das atividades do Seminário. O arquivo será atualizado constantemente de acordo com a realização da Programação do evento.

O acesso à plataforma Zoom poderá ser feito via computador, celulares ou outros equipamentos móveis. Recomendamos que realize previamente testes com a câmera e o áudio de seu aparelho.

Acesse os Tutoriais e saiba como instalar a plataforma Zoom em seu computador (clique aqui) e criar uma conta gratuita (clique aqui). Essas instruções específicas também estão disponíveis no Menu Plataforma Virtual (clique aqui para acessar)

Durante todas as atividades, haverá uma Equipe Técnica presente para ajudar na condução dos trabalhos e eventuais dúvidas que surjam no uso da plataforma.

Pedimos que acesse a sala virtual da atividade que deseja participar sempre 15 minutos antes do horário de início da sessão. A autorização de sua entrada poderá durar alguns instantes devido à checagem de sua inscrição e ao registro de sua participação.

Qualquer dúvida, entre em contato com nossa Equipe!
E-mail: secretaria@sinteseeventos.com.br
Whatsapp: 011- 999255503

Informes Importantes sobre o 3º SIALAT

Olá, o 3º SIALAT vai começar a nova rodada nos dias 25 e 26 de fevereiro. Você já se inscreveu?

 Temos algumas informações importantes a dar:
1 – Está disponível no site a programação dos 8 Grupos de Trabalho. 
2 – Foi aberta a inscrição para Minicursos. As vagas são limitadas.
3- Confira na programação as Mesas Redondas, as Rodas de Conversa e o Fórum sobre Índios Isolados.
4 – Haverá Lançamento Virtual de livros e Revistas – inscreva-se logo pois as vagas são limitadas.
5 – Autores com resumos aprovados em GTs: o prazo para envio do artigo foi prorrogado até 19 de fevereiro de 2021. Não esqueça de confirmar sua inscrição, através do pagamento (se ainda não o fez). 

Atenciosamente,
A Comissão Organizadora.

3º Seminário Internacional América Latina: Conflitos e Políticas Contemporâneos

Apresentação

Este é o 3º Seminário Internacional América Latina: conflitos e políticas contemporâneasSIALAT 2020 organizado pela Universidade Federal do Pará/UFPA, através do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, em seu Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido, e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Iniciativa do Grupo de Pesquisa Estado, Trabalho, Território e Mercados Globalizados/GETTAM, este projeto ampliou-se e enriqueceu-se graças às parcerias com centros e redes de pesquisa de vários países da América Latina.

Quando iniciamos a organização do 3º SIALAT, em fevereiro de 2020, não imaginávamos os impasses dolorosos que teríamos de enfrentar no bojo de uma crise sanitária aguda, devido a pandemia de Coronavirus que nos atingiria a todos, no planeta. Crise esta que teve desdobramentos terríveis na América Latina, mostrando a sua vulnerabilidade múltipla, desde os impasses à democracia com governos autoritários e até de extrema direita, com políticas negacionistas dos direitos e da ordem democrática, seja pela violência contra as diferenças de classe, de gênero e de raça, seja pelos problemas relacionados à pobreza, à desigualdade e ao ambiente, em plena pandemia. Inúmeros países, como Brasil, Peru e Colômbia amargam as altas taxas de vidas perdidas para a Covid19, como epicentro da doença no mundo, e justamente escancaram as feridas abertas da vergonha da exclusão social; e os problemas decorrentes da desigualdade social aguda, e que se perpetuam pelas estratégias impeditivas do acesso aos bens e serviços, à saúde, ao emprego e à renda, seja nas cidades, no campo ou nas aldeias. Sinalizam que esses problemas são marcas da herança colonial e escravocrata do processo secular de espoliação da natureza e do trabalho, correntes nas sociedades latino-americanas.

O objetivo do seminário foi de abrir um espaço de debate sobre os processos políticos e sociais, os conflitos e os desafios contemporâneos na América Latina, considerando as perspectivas críticas que permitam resituar, continuamente, o campo epistemológico e as interpretações sobre suas sociedades.

Debate e a análise de situações comuns que ocorrem em muitos países da América Latina, com base em resultados de pesquisas produzidas em universidades, em institutos de pesquisa, em programas de pós-graduação, mas também vindo do conhecimento práxiológico produzido no campo fértil da vida e das lutas empreendidas pelos movimentos de resistência, por levantes de ativistas que têm contribuído para renovar o campo conceitual e teórico a partir de uma reflexão política sobre a vida. Espera-se, assim, aprofundar o debate crítico sobre as políticas, os conflitos sociais, o processo histórico de transformação de territórios, e as lutas sociais no contexto de conjunturas de crise econômica, sanitária, de democracia e de direitos.

Ressaltamos ainda o interesse em ampliar os intercâmbios de pesquisa e reflexões nos estudos internacionais para imprensar o campo das humanidades sob outras epistemologias vindas das raízes do conhecimento produzido na América Latina. Refletir sobre as lacuna no pensamento social latino-americano, tributário ainda da ciência produzida na Europa e nos Estados Unidos. Este esforço de pensar e produzir rupturas epistemológicas sob outros olhares é um desafio e ao mesmo tempo uma possibilidade. Razão fundamental do tema central do SIALAT 2020/21 ser Democracia, Natureza e Epistemologias para pensar o amanhã.

Edna Castro
Coordenadora do Grupo de Pesquisa Estado, Trabalho, Território e Mercados Globalizados
GETTAM/NAEA/UFPA