Projeto “Quem são os proprietários do Brasil?” recebe apoio até 5 de abril

A campanha “Quem são os proprietários do Brasil?” www.proprietariosdobrasil.org.br já impulsionou uma grande onda de mobilização, repercussão e receptividade pelo Brasil afora e em outros países também. Durante a primeira fase do projeto, mostramos como o Ranking Proprietários do Brasil é de fato uma ferramenta importante para a transformação social, capaz de auxiliar nossa compreensão sobre as grandes forças do poder econômico na sociedade brasileira.

Agora o projeto entra em uma segunda fase. Sem aumentar o valor solicitado, e afim de acolher sugestões e críticas recebidas neste primeiros meses de debate sobre a campanha, o projeto conseguiu ser reformulado para incluir também as 100 empresas de capital fechado com maior faturamento e cruzar todos estes dados com os financiamentos de campanha, repasses do BNDES e do governo federal. Serão produzidas também 10 análises de poder com infográficos sobre as relações de empresas e melhor ainda mais a plataforma, facilitando a consulta às informações do Ranking.

A relevância da campanha “Quem são os proprietários do Brasil?” já foi reconhecida por importantes pensadores, como Francisco de Oliveira, Boaventura de Sousa Santos e Ladislau Dowbor. Grandes veículos de comunicação, como o Estadão, a Revista Exame e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), também divulgaram a iniciativa. Porém, o alcance de quase 50% da meta estipulada, se deu graças ao apoio de cidadãos comuns que, querem mais transparência sobre o poder econômico e político – uma vez que se optou por não aceitar patrocínios de empresas ou do governo, afim de preservar a independência da iniciativa.

Navegando pelo site, encontra-se toda a produção feita nos últimos três meses, pode-se fazer buscas nas redes de poder do Ranking dos Proprietários do Brasil, conferir os infográficos que foram feitos para apoiar lutas concretas dos movimentos sociais (como as análises de poder sobre a quem interessa a demolição da Aldeia Maracanã, a TKCSA e e Assentamento Milton Santos) e ver também a agenda de agenda de eventos. Já foi realizado diversos debates em grandes universidades públicas do país (UERJ, UNI-Rio, UFRJ, UFF, Unicamp). Existe também um Fórum de debates para discussões e organizações colaborativas.

O projeto é uma iniciativa do instituto Mais Democracia e da Cooperativa EITA

Apoie essa iniciativa aqui
Fonte: http://catarse.me/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *