Colaborativa participa da organização da palestra do Professor Michel Maffesoli

Foi com a palestra de tema Pós-modernidade: A comunicação e a Alteridade no Mundo Digital, que a Universidade Federal do Pará (UFPA) recebeu nesta terça-feira, 18, no Auditório do Instituto de Ciências Jurídicas (ICJ), o sociólogo francês Michel Maffesoli. A vinda do professor foi resultado de uma parceria do Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Cultura e Amazônia (PPGCOM), do Instituto de Letras e Comunicação (ILC), com a Pró-Reitoria de Relações Internacionais (Prointer) e a Aliança Francesa.

A palestra, que objetivava tratar sobre a pós-modernidade e a era digital, abordou, dentre outros aspectos, questões sobre o individuo na pós-modernidade, a alteridade no mundo digital e o imaginário. O professor Michel Maffesoli esteve presente em uma mesa, juntamente com a professora Livi Sarmento, da Aliança Francesa – que fez a tradução simultânea -, o professor Fábio Castro e o professor João de Jesus Paes Loureiro.


Paes Loureiro conta que o pensamento do professor Maffesoli é essencial para compreendermos o mundo em que vivemos hoje. “As ideias do professor Maffesoli são, em qualquer situação, de pós-modernidade ou não, essenciais para a compreensão da relação do homem com a vida”, ressalta.

“Como estamos em Belém, em uma Universidade em plena Amazônia, eu queria dar um enfoque naquilo em que o pensamento do professor, que se aplica a uma realidade universal, pode ter, para nós, um significado mais específico. Por exemplo, a sua maneira de trabalhar com os conceitos do imaginário. O imaginário não apenas como um fato social, mas o imaginário como uma relação necessária e valorativa entre o homem e sua realidade. Para uma cultura como a nossa, em que o imaginário tem uma presença viva de uma cotidianidade indiscutível, uma visão atual e uma visão contextualizada do nosso tempo sobre o papel da significação do imaginário é fundamental”, conta o professor Paes Loureiro.

Importância – Segundo o pró-reitor de Relações Internacionais, professor Flávio Nassar, é muito importante que a UFPA traga professores e pensadores de renome para a Universidade. “Temos nos esforçado para apoiar eventos culturais, para, justamente, colocarmos a Universidade no circuito de pensadores. A Prointer criou uma Coordenação de Cooperação Cultural. Antes, estávamos trabalhando apenas no âmbito da cooperação de intercâmbio acadêmico, agora estamos com a cooperação de intercâmbio cultural. Temos que criar grandes eventos, exposições, conferências, para fazer do Campus um espaço vivo de cultura, para que a nossa produção cultural seja compartilhada aqui dentro”, afirma o professor Nassar.


A diretora da Aliança Francesa, Mirian Mugica, conta que é muito importante a parceria da instituição com a UFPA. “A Aliança Francesa não é só uma escola de língua, mas é também um elo cultural do governo francês aqui no Brasil. A nossa missão é organizar as atividades culturais e também organizar debates de ideias com professores prestigiosos da França. É uma honra e também um dever de organizar um evento para o público paraense, para que tenham mais contatos com as ideias e as problemáticas estudadas na França. O objetivo é fomentar um diálogo para o cidadão, para que as ideias da França possam ser intercambiadas e compartilhadas para o público aqui da Universidade Federal do Pará.”
Texto: Paloma Wilm – Assessoria de Comunicação da UFPA
Fotos: Colaborativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *